Dia 27 de setembro
Dia Nacional de Doação de Órgãos e Tecidos
No ano de 2000, realizamos a 1ª Campanha de Doação de Órgãos e Tecidos de Taubaté juntamente com o Instituto de Nefrologia de Taubaté – INEFRO. Nosso objetivo é de informar e sensibilizar a população sobre as leis que regem o processo de doação de órgãos e sua importância, levando as pessoas a uma reflexão para que se aumente o número de doadores de órgãos. Esta campanha ocorre em consonância com a Campanha Nacional de Doação de Órgãos realizada pela Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO).

É do conhecimento de todos, da grande dificuldade que existe hoje, em nível nacional, para que ocorra, em escala necessária e compatível com a demanda existente, a doação de órgãos humana.

Esta dificuldade é ocasionada pela desinformação da população, carência de doadores de órgãos e a falta de conscientização dos órgãos oficiais de saúde. Estes são ainda hoje, grandes obstáculos na efetivação do transplante de órgão no Brasil. O órgão humano transplantado dentro do rigor técnico, ético e legal pode salvar até 7 vidas de pessoas que hoje, lutam para sobreviver. Hoje mais de 1.500 pacientes fazem algum tipo de tratamento dialítico no Vale do Paraíba.

Últimos levantamentos de dados mostram o rápido crescimento da Doença Renal Crônica (DRC) no Brasil e no Mundo, como já previsto. Estimativas de 2006 revelam que cerca de 2 milhões de brasileiros são portadores de DRC e aproximadamente 60% não sabem disso. Palavras da Dra. Gianna Mastroianni Kirsztajn, Coordenadora da Campanha de Prevenção de Doenças Renais da SBN (Sociedade Brasileira de Nefrologia).

No Brasil, o custo do tratamento de substituição renal está em torno de R$ 2 bilhões por ano, o que representa um percentual importante do orçamento da Saúde. Como esses números revelam, a situação é cada dia mais preocupante.

Hoje mais de 70.000 brasileiros aguardam por um transplante.

Diante destes fatos, em 2006, a diretoria da APREV acrescentou mais um tema as Campanha de Doação de Órgãos e Tecidos, a de Educar para Prevenir ou retardar o progresso da doença renal fazendo crer que a prevenção ainda é o melhor remédio.

A APREV tem sido um catalisador de elementos que proporcione a união de todas as instituições municipais, estadual e sociais relacionadas a área de saúde para juntos construirmos uma forte e expressivo trabalho solidário, onde toda a sociedade, tem um papel de extrema importância.

As campanhas contribuem muito para o aumento do número de transplantes, especialmente entre familiares de pessoas que sofrem de Doença Renal Crônica. Não existe fila de espera para transplante renal, quando o paciente encontra o doador entre seus familiares até 4º grau de parentesco. O que existe é um grandioso gesto de fé em Deus e amor pela vida.

Saiba que apenas em alguns casos pode-se recorrer a doadores de órgãos vivos para a obtenção de órgão para transplante como o rim, parte fígado e parte da medula óssea.

Hoje, o transplante é considerado uma necessidade social visto que a melhora da sobrevida dos pacientes transplantados é crescente.

Se você que é um Doador de Órgãos, informe sua família.
Por lei, a doação só vai acontecer com autorização da família!

DOAÇÃO DE ÓRGÃOS, UM GESTO DE AMOR QUE SALVA VIDAS!






 

APREV - www.aprev.org.br - Todos os Direitos Reservados - Tel.: (12) 99111-0791 (Claro)
Powered by Interativa - www.grupointerativa.com.br - Tel.:(12) 3633.8202